euro1.gif (1868 bytes)

Perguntas mais frequentes

01-botao1.gif (1294 bytes) O que é o Euro?
Qual é a subdivisão do Euro?
Qual é a abreviatura oficial do Euro?
Qual é o símbolo oficial do Euro?
Quem atribuiu o nome de "Euro" à moeda única europeia?
A nova moeda única europeia terá a mesma designação em todos os estados-membros?
Quando é que se pode usar o euro?
Quantas e quais serão so valores das notas e moedas de euros?
Qual o aspecto das notas de euros?
Qual o aspecto das moedas de euros?
Como foi feito o desenho das notas?
Como foi feito o desenho das moedas?
Mas porquê uma moeda única para a União Europeia?
Muitas mais perguntas e respostas...

01-botao1.gif (1294 bytes) Consultório
Comissão Euro Empresas - Ministério da Economia
Um mundo de perguntas e respostas sobre a problemática do Euro. O Consultório está classificado segundo os capítulos do livro "O Euro e as empresas - 150 perguntas e outras tantas respostas" da autoria de Daniel Bessa e António Osório, e editado pela Associação Industrial Portuense. As 150 perguntas e respostas constantes naquele livro são a "fundação" desta secção, a que vamos adicionando as perguntas que os nossos visitantes nos vão colocando.
cima.gif (872 bytes)

1- O que é o Euro?
O euro é a moeda única da União Económica e Monetária. Será adoptado por 11 estados-membros da UE, em 1 de Janeiro de 1999 : Alemanha, Áustria, Bélgica, Espanha, Finlândia, França, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Países Baixos e Portugal.
cima.gif (872 bytes)

2- Qual é a subdivisão do Euro?
O euro será subdividido em 100 cêntimos.
O euro terá duas casas decimais e a denominação dos seus cêntimos será idêntica em todos os países que introduzam a moeda única: chamar-se-á oficialmente "cent" e equivalerá a um centésimo do euro (cerca de 2 escudos).
cima.gif (872 bytes)

3- Qual é a abreviatura oficial do Euro?
A abreviatura oficial do euro é "EUR". Foi registada na Organização Internacional de Normalização (ISO) e será utilizada para todos os fins comerciais e financeiros, tal como o são hoje as expressões "FRF" (franco francês), "DEM" (marco alemão), "GBP" (libra esterlina), "BEF" (franco belga) ou "PTE" (escudo).
cima.gif (872 bytes)

4- Qual é o símbolo oficial do Euro?
O símbolo da nova moeda única é um E atravessado por duas linhas paralelas em diagonal bem marcadas. Inspira-se na representação da letra grega epsilon, invocando assim o berço da civilização europeia e a primeira letra da palavra "Europa". As duas linhas paralelas representam a estabilidade do euro. Este símbolo do euro distingue-se com muita facilidade e daqui a alguns anos será tão conhecido como o símbolo do dólar ($). Trata-se duma abreviatura bastante prática que, no futuro, estará presente em todos os teclados de computador e máquina de escrever.
cima.gif (872 bytes)

5- Quem atribuiu o nome de "Euro" à moeda única europeia?
Os Chefes de Estado e de Governo da União Europeia decidiram atribuir o nome de "euro" à moeda única europeia, em reunião de Chefes de Estado e de Governo do Conselho Europeu, realizada em Dezembro de 1995, em Madrid-Espanha.
cima.gif (872 bytes)

6- A nova moeda única europeia terá a mesma designação em todos os estados-membros?
Sim, embora naturalmente haja diferentes formas de pronunciar a palavra "euro".
cima.gif (872 bytes)

7- Quantas e quais serão so valores das notas e moedas de euros?
Haverá 7 notas e 8 moedas de euros, sendo as notas de 500, 200, 100, 50, 20, 10, 5 euros
... e as moedas de 2 e 1 euros e de 50, 20, 10, 5, 2 e 1 cêntimos.
cima.gif (872 bytes)

8- Qual o aspecto das notas de euros?
Os desenhos contêm vários símbolos estreitamente relacionados com certas fases históricas marcantes do património arquitectónico europeu (greco-romano, românico, gótico, renascimento barroco, arquitectura do ferro e arquitectura contemporânea).
Na frente das notas predominam janelas e pórticos que simbolizam o espírito de abertura e cooperação que caracteriza a UE. No lado oposto (no verso), cada uma das notas contém uma ponte duma determinada época, que significam união e que constituem metáforas para a comunicação entre os povos da Europa e entre a Europa e o resto do mundo.
O símbolo da UE figura nas duas faces e a palavra Euro aparece nos dois alfabetos utilizados pelos países da UE.
As notas diferem em dimensões e em cores - as cores são vários tons de verde, amarelo, azul, lilás e laranja.
cima.gif (872 bytes)

9- Qual o aspecto das moedas de euros?
As modeas têm uma face comum (face europeia) a todos os países, e a outra face é de âmbito nacional (face nacional), apresentando os símbolos que cada Estado-membro participante decidir incluir.

A face europeia tem um mapa da Europa sobre um fundo de seis linhas transversais com as estrelas da bandeira europeia nas extremidades.
As moedas de 1, 2 e 5 cêntimos acentuam o lugar que a Europa ocupa no mundo enquanto as de 10, 20 e 50 apresentam a União como um conjunto de nações.
As moedas de 1 e 2 euros representam a Europa sem fronteiras.

Em Portugal, a face nacional foi desenhada pelo escultor Vítor Santos. Na sua face todas as moedas têm castelos e quinas distribuídas na periferia do círculo face-a-face com cada uma das doze estrelas da UE.
Para o centro das moedas, este escultor criou três tipos diferentes de símbolos: um para as moedas de 1 e 2 Euro; outro para as moedas de 10, 20 e 50 cêntimos; outro para as moedas de 1, 2 e 5 cêntimos.

Independentemente das figuras ou decorações desta face, as moedas poderão ser utilizadas em qualquer local da no interior dos 11 Estados-Membros. Assim, por exemplo, um cidadão português poderá pagar um café em Paris com uma moeda euro tendo numa das faces a imagem do Rei de Espanha.

cima.gif (872 bytes)

10- Como foi feito o desenho das notas?
O desenho adoptado resultou de um concurso no qual participaram vários desenhadores profissionais de notas, que foi lançado pelo Instituto Monetário Europeu (IME) em Fevereiro de 1996.
O vencedor foi Robert Kalina, do banco central austríaco, segundo decisão ratificada pelo Conselho do IME e anunciada no Conselho Europeu de Dublin.
Os desenhos sofreram ligeiras alterações e a versão final inclui várias importantes marcas de segurança, tais como fibras fluorescentes, um fio de segurança e elementos de leitura óptica para certificar a autenticidade.
As notas possuem elementos sensíveis ao tacto, tornando-se facilmente identificáveis, o que vai ao encontro de uma das preocupações da UE: a integração de todos os indivíduos na sociedade, incluindo aquelas que apresentam diversas dificuldades.
cima.gif (872 bytes)

11- Como foi feito o desenho das moedas?
O desenho da face comum das moedas de euros resultou dum concurso limitado a três opções temáticas: arquitectura, desenho abstracto e personalidades europeias.
Todos os Estados-membros, excepto a Dinamarca, procederam a uma selecção a nível nacional e um júri de peritos independentes seleccionou em Março de 1997, a nível europeu, as 9 melhores séries propostas dum total de 36.
A decisão final acerca do desenho adoptado foi da responsabilidade do Conselho Europeu de Amsterdão realizado em Junho de 1997.
cima.gif (872 bytes)

12- Mas porquê uma moeda única para a União Europeia?
Os objectivos da moeda única são fortalecer a economia europeia e aumentar a sua competitividade a nível internacional. Para o público em geral, a moeda única traz vantagens directas. O consumidor poderá comparar mais facilmente preços em toda a Europa e viajar sem necessitar de trocar o seu dinheiro. Poupará, assim, nas comissões cambiais e na diferença entre o valor da compra e de venda da moeda, além de não correr o risco de ver o valor do seu dinheiro variar por alterações da taxa de câmbio. As empresas beneficiam da eliminação do risco de câmbio e da descida das taxas de juro que o euro deverá induzir.
cima.gif (872 bytes)

13- Quando é que se pode usar o euro?
As taxas de conversão entre as moedas participantes e o euro foi fixada em 1 de Janeiro de 1999.
A partir dessa data, já pode usar o euro em transacções que sejam realizadas através da CGD e outros bancos (por exemplo cheques, transferências) ou com o cartão de débito, de crédito ou PMB (Porta-Moedas Multibanco).
As notas e moedas em euros só começam a circular cerca de 3 anos mais tarde.
Durante esse período transitório (1999-2002), todas as operações bancárias podem já ser feitas em euros. O princípio que vigora neste período é o de não obrigação e não proibição, ou seja ninguém é obrigado a aceitar euros, mas também ninguém é impedido de os utilizar.
A partir de 1 de Janeiro de 2002, todos os valores monetários, que não tenham ainda sido convertidos para euros, serão convertidos automaticamente, nomeadamente, salários, impostos, depósitos e empréstimos.
Até 30 de Junho de 2002, o processo de retirada de notas e moedas em escudos terá que estar terminado.
Depois dessa data, todas as transacções, incluindo as compras do dia-a-dia, como o jornal ou o pão, terão de ser realizadas em euros.
As notas e moedas em escudos continuarão a poder ser trocadas no Banco de Portugal durante 20 anos.

cima.gif (872 bytes)

01-botao1.gif (1294 bytes) Muitas mais perguntas e respostas podem ser obtidas em QUEST
Quest é uma base do tipo «perguntas-respostas» sobre o euro e a União Económica e Monetária, destinada aos cidadãos europeus.
cima.gif (872 bytes)

euro-botao1.gif (1925 bytes)