Uma luz mágica

Isaac Newton

 

Introdução Tarefa Processo Recursos Conclusão Avaliação Destinatários Autores

 

Introdução

- Em 1666, Sir Isaac Newton verificava que a luz do Sol, quando incidia numa superfície biselada de vidro, em parte se reflectia e em parte se desdobrava numa sequência de cores idêntica à do arco - íris.

- Através desta aventura na Web, poderás descobrir a importância que este simples facto teve na evolução das teorias propostas para a explicação da natureza da luz, explicar a cor das coisas e reconhecer que essas mesmas cores, se relacionam com a estrutura das suas substâncias constituintes.

- Poderás, a partir daqui , qual um detective, desvendar o mundo microfísico, usando a luz como "sonda" e chegar ao conhecimento da estrutura dos átomos, das moléculas, das substâncias e dos materiais, interpretando as transformações químicas.

 

topo

Tarefa

- Forma um grupo de três amigos. Nesta aventura, um de vós assumirá o papel de detective, outro o papel de experimentador e o terceiro o de cronista .

         Detective Realiza o trabalho de pesquisa bibliográfica sobre a vida e obra de Newton, a experiência da decomposição da luz branca e experiências sobre a luz e a cor, redigindo textos sobre estes assuntos.
    Experimentador Recolhe o material de laboratório necessário para a realização das experiências pesquisadas pelo detective e faz a demonstração das mesmas a uma audiência.
          Cronista Faz o relato de toda a aventura, elaborando um cartaz para a biografia de Newton, devidamente ilustrado, e um vídeo  sobre a demonstração experimental realizada pelo experimentador.

 

 

topo

Processo

- Uma vez seleccionado o papel que vais desempenhar, de entre aqueles que te foram propostos, procederás do seguinte modo para atingir o objectivo desta aventura:

- O DETECTIVE deverá começar por pesquisar na bibliografia indicada nos recursos, os protocolos experimentais respeitantes às experiências da decomposição da luz e cor.

- Registará depois a informação recolhida no   caderno e arquiva-la-á no computador do laboratório.

- O EXPERIMENTADOR pesquisará, por um lado, em livros e receberá, por outro, do detective  informação recolhida e, a partir daí, preparará o material de laboratório necessário para efectuar a demonstração das experiências à audiência.

- Entretanto, o DETECTIVE  continuará o trabalho de pesquisa sobre a vida e obra de Newton.

- O CRONISTA  deverá  recolher elementos visuais nos recursos, para ilustrar o cartaz sobre a biografia de Newton  com os elementos fornecidos  pelo detective.

-  Demonstração

- Desde o início, o CRONISTA fará o registo fotográfico e em vídeo de toda a tarefa.

 

topo

Recursos

- Para que a tarefa possa ser concretizada, terás à tua disposição livros na biblioteca da escola e sites que descobrirás navegando na Internet.

Para o DETECTIVE:

LIVROS:


-TEIXEIRA,J.J.C.D.,Química para ti,10º ano, Departamento de Química, Universidade de   Coimbra, Coimbra, 1987.
MENDONÇA,L.S. e RAMALHO,M.D., Jogo de Partículas,11º ano, 2ª ed., Texto Editora, Lisboa, 1999.

SITES

http://www.reformation.org/newton.html
http://www.kings.k12.ca.us/huhsd/huhse/projects/thelight.htm

 

Para o EXPERIMENTADOR:

LIVROS:

TEIXEIRA,J.J.C.D.,Química para ti,10º ano, Departamento de Química, Universidade de Coimbra, Coimbra, 1987.
MENDONÇA,L.S. e RAMALHO,M.D.,Jogo de Partículas, 11º ano, 2ª ed.,Texto Editora, Lisboa, 1999.

 

Para o  CRONISTA:

LIVROS:

TEIXEIRA,J.J.C.D., Química para ti, 10ºano, Departamento de Química,Universidade de Coimbra, Coimbra, 1987.
MENDONÇA,L.S. e RAMALHO,M.D.,Jogo de Partículas, 11º ano, 2ª ed., Texto Editora, Lisboa, 1999.

SITES:

http://www.reformation.org/newton.html
http://www.kings.k12.ca.us/huhsd/huhse/projects/thelight.htm

 

topo

Conclusão

- Após a concretização da tarefa, os três em conjunto vão elaborar uma composição em Língua Francesa. Através dela, deverão mostrar a evolução do conhecimento partindo de uma frase de Sir Walter Rayleigh ( poeta, escritor e militar inglês ), escrita em 1614 no prefácio da sua obra " História do Mundo " :

" O Homem não pode dar uma razão para que a relva seja verde e não vermelha ou de outra qualquer cor."                                          

- Na composição, deverão começar por comparar a data desta afirmação com a data da experiência de Newton, referir a importância da presença do pigmento clorofila para a compreensão da cor da relva e concluir com as observações que considerarem importantes para o contexto e objectivos desta citação.

 

topo

Avaliação

- A avaliação terá em conta os seguintes critérios:

             -  Clareza na exposição oral e escrita.

             -  Rigor conceptual.

             -   Criatividade no tratamento e apresentação do tema.

             -   Disponibilidade para a execução das tarefas propostas, espírito de cooperação e                   entrega.

             -   Capacidade de comunicação.

             -  Uso e manipulação de material de laboratório.

             -   Capacidade de registo de observações.

             -   Capacidade de síntese e de interpretação de fenómenos físicos à luz das teorias                   estudadas.

             - Capacidade de resposta a questões sobre os temas abordados.

 

topo

Destinatários

- Alunos de 11ºano do curso científico-natural que frequentam as disciplinas de Ciências Físico-Químicas e Francês.

 

topo

Autores

- Professores do ensino secundário:

                                                      Mª Rosário Teixeira Trinca

                                                      Francisco Trinca

espectrum

 

topo