Biografia de Pitágoras

Nascido a : cerca de 570 a.C.
Falecido a : cerca de 500 a.C.

 

  Pitágoras de Samos, foi o  fundador da escola pitagórica. Nasceu e cresceu em Samos pelos anos 571-70 a.C.

Era um jovem activo, feliz e com muita vontade de aprender. Saiu da sua terra natal, viveu um tempo no Egipto e em 532-31 foi para a Itália, na Magna Grécia.

Em Crotona, colónia grega, fundou  uma associação científico-ético-política, que foi o centro de irradiação da escola e encontrou partidários entre os gregos da Itália meridional e da Sicília.

Pitágoras aspirava - e também conseguiu - a fazer com que a educação ética da escola se ampliasse e se tornasse reforma política; isto, porém, levantou oposições contra ele e foi obrigado a deixar Crotona, mudando-se para Metaponto, aí morrendo provavelmente em 497-96 a.C

  Pitágoras foi um grande filósofo Grego responsável por grandes desenvolvimentos na matemática, astronomia e na teoria da música. Saíu de Samos por causa do tirano que a governava e foi para o sul da Itália por volta de 532 a.C.. Fundou uma ordem religiosa/filosófica em Crotona e teve muitos seguidores.

Apesar de o teorema hoje por nós conhecido como o Teorema de Pitágoras ser do conhecimento dos Babilónicos, cerca de 1000 anos antes, Pitágoras é tido como o primeiro a tê-lo demonstrado.

Do seu trabalho propriamente dito nada é conhecido. A sua escola praticava o secretismo e o comunalismo de tal forma que se tornou tarefa árdua fazer a distinção entre o trabalho de Pitágoras propriamente dito e o dos seus seguidores. A sua escola contribui de grande maneira para o desenvolvimento matemático.

Os Pitagóricos acreditavam que todas as relações podiam ser reduzidas a relações numéricas. Esta generalização resultou da observação da música, matemática e astronomia.

Os Pitagóricos observaram que a vibração das cordas emitia tons harmoniosos quando o fracção do comprimento da corda era um número inteiro, e que estas fracções podiam ser estendidas a outros instrumentos.

A mais importante descoberta da sua escola é o facto de a diagonal de um quadrado não ser um múltiplo racional do seu lado. Facto este que resultou na descoberta dos números irracionais. Não só tal perturbou os matemáticos Gregos, mas também a crença pitagórica de que os números inteiros e as suas fracções podiam ser aplicadas às propriedades geométricas foi desafiada por este resultado.

Em astronomia Pitágoras pensava que a Terra era uma esfera no centro do Universo. E foi o primeiro a reconhecer que a órbita da Lua estava inclinada para o equador da Terra e  a tomar conhecimento de que Vénus como estrela do anoitecer era o mesmo planeta que Vénus como estrela da manhã.

http://www.educ.fc.ul.pt/icm/icm98/icm12/Mat_kz.htm

 

Voltar ao início